fbpx

Blog

10/11/2021

A sua empresa realmente precisa assessorar fornecedores?

A sua empresa precisa assessorar fornecedores?

A sua empresa realmente precisa assessorar fornecedores? Para responder a essa pergunta, é importante que a contratante entenda quais riscos querem ser mitigados e quais fornecedores realmente trazem um risco para a empresa.

Os riscos podem ser Trabalhista, Financeiro, de Segurança de Trabalho, Meio Ambiente, Reputacional e outros.

O ideal é trabalhar de maneira preventiva, ou seja, se você tem fornecedores ativos prestando serviço, com certeza algum riscos está ativo. O importante é mapear quais são os mais críticos e direcionar controles. Mas lembre, fuja de cobrar tudo a todos os fornecedores, pois isso gera burocracia e engessa o teu processo. Precisamos cobrar de acordo com os riscos de cada fornecedor/serviço.

Há também fornecedores pontuais que não representam riscos ou não tem riscos significativos, para esses não é necessário um assessoramento, mas sim um cadastro. É possível também realizar um escopo bem simples e automatizado com esses fornecedores sem risco.

Quais os critérios para assessorar fornecedores?

E para cada um deles existem critérios que precisam ser seguidos a fim de selecionar os fornecedores que realmente representam riscos, pois nem todos os fornecedores possuem o mesmo peso.

Por exemplo, em um contrato de Construção Civil, há mais riscos atrelados a prestação de serviço, logo, mais documentos devem ser acompanhados mensalmente. Aqui nós recomendamos acompanhar, principalmente, os riscos Trabalhistas, Segurança do Trabalho e Financeiro. Dependendo do tipo, local e duração da obra, outros riscos devem ser monitorados.

Já contratos de consultoria, geralmente apresentam um risco menor e devem ser monitorados com uma lista menor de documentos.

Os fornecedores que não possuem um risco alto, podem ser acompanhados periodicamente, estabelecendo, assim, um rodízio de análises, focando e concentrando esforços nos riscos mais relevantes.

Além de controlar os riscos, com a Gestão de Terceiros você passa a ter uma visão centrada em dados. Quem não mede, não gerencia. Com isso, fornecedor bom tem que ser valorizado, mas fornecedor com indicadores fracos, precisam gerar planos de ação.

Veja o vídeo abaixo e entenda um pouco mais sobre esse assunto:

Somos a maior empresa de Gestão de Terceiros do Brasil, pioneira na Prevenção de Riscos Trabalhistas e Gestão de Riscos com Terceiros. Realizamos desde 2003 uma minuciosa avaliação dos riscos envolvidos na relação entre empresas tomadoras e prestadoras de serviços. 

Se entender que precisa de apoio nesse sentido, entre em contato conosco. 

Gestão de Terceiros , , ,

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SWITCH THE LANGUAGE