fbpx

Blog

01/08/2022

Avaliar só a documentação do fornecedor é suficiente para mitigar riscos?

Quando começa e termina os riscos com Fornecedores

 

fornecedorExistem riscos no Ciclo de vida do Fornecedor, antes mesmo da contratação. Durante uma concorrência, por exemplo, o risco financeiro já está latente, pois nem sempre aquele fornecedor que apresenta o menor preço será a melhor escolha. Será que ele está regularizado? Será que existe risco desse fornecedor falir no meio da operação? O serviço ou produto que ele está ofertando atende o nível técnico necessário?

É crucial entender como está a saúde financeira do prestador de serviço antes de iniciar o contrato. Da mesma forma, é importante entender se tecnicamente ele está qualificado e conseguirá atender as necessidades do seu negócio, para aí sim iniciar uma jornada contratual com ele, porque os riscos não acabam na contratação.

Durante a prestação de serviço os riscos mencionados anteriormente não deixarão de existir, e outros surgirão com o início do contrato, mas se controlados previamente e geridos estrategicamente, poderão ser mitigados, ajudando a sua empresa ter segurança no negócio e alcançar os resultados desejados.

Mesmo com o término do contrato, ainda há riscos a serem monitorados, e caso o fornecedor não o cumpra com as suas responsabilidades legais, como tomador final, você poderá assumir futuros passivos trabalhistas.

 

Riscos Envolvidos na Terceirização que não são evidenciados por meio de documentos

Existem riscos presentes antes, durante e ao término do ciclo de vida do fornecedor. Listamos os mais impactantes e recorrentes na terceirização:

Risco Financeiro – Fornecedor com histórico ou sinais de falência, baixa lucratividade, alto nível de endividamento e volume de processos trabalhistas;

Risco Fiscal – Fornecedor com irregularidades fiscais;

Risco Reputacional – Fornecedor com histórico de envolvimento em escândalos ou práticas antiéticas e mídias negativas;

Risco Trabalhista – Fornecedor com irregularidades previdenciárias e trabalhistas e descumprimentos de obrigações contratuais e legais;

Risco de Segurança do Trabalho – Fornecedor que aloca trabalhadores sem treinamentos, não fornece os devidos equipamentos de proteção individual – EPI, não segue estritamente as normas e programas de segurança, colocando em risco a saúde e segurança do trabalhador;

Risco Ambiental – Fornecedor que não respeita as normas ambientais, não possui licenças exigidas para exercer suas atividades, realizam descartes de resíduos e práticas que agridem o meio ambiente ou que está contribuindo para danos irreversíveis.

A maior parte desses riscos é possível identificar mediante o controle e a gestão documental. Contudo, parte deles não permite uma fácil verificação por meio de documentos, e embora represente um percentual menor, o impacto no seu negócio se esses riscos vierem a se concretizar poder ser muito grande. Veja, a seguir, alguns exemplos de aspectos de riscos que não podem ser checados apenas com a documentação:

 

  • Cumprimento de requisitos de segurança e condições de alojamentos;
  • Cumprimento da carga horária (respeito ao horário de descanso, interjornada intrajornada, excesso de horas extras);
  • Condições e o uso de EPI’s fornecidos;
  • Não atendimento aos demais requisitos previstos em NR’s;
  • Ocorrência de pagamento de “salário in natura”;
  • Existência de trabalho informal;
  • Risco de acidentes de trabalho eminentes no local da prestação de serviços;
  • Existência de trabalho escravo (trabalho forçado, trabalho infantil, trabalho doméstico e servidão por dívida);
  • Violações éticas, dentre outros.

 

Como garantir maior segurança na Gestão de terceiros?

Independente do momento em que se o fornecedor se encontra no ciclo de vida do contrato, a forma de evitar que esses riscos venham à tona é antecipar-se a eles. Realizar o levantamento de processos e condições que podem trazer esses riscos, não apenas para sua empresa, mas também para os trabalhadores.

O Fornecedor pode entregar toda a documentação solicitada a contento, mas é importante verificar se todas as obrigações, normas e procedimentos têm sido atendidos de forma correta, cumprindo todas exigências contratuais e legais.

Por isso, para garantir maior segurança na sua terceirização, vale muito ir à campo e auditar o local de prestação de serviço, não se limitando à avaliação de documentos.

 

Quando utilizar a Auditoria de Campo?

É conhecendo a realidade e as condições de trabalho dos terceiros que é possível perceber a existência dos riscos que não são evidenciados apenas com a gestão documental, e que podem trazer maior impacto para o tomador final, ou seja, a sua empresa.

A Auditoria de Campo pode ser utilizada em vários momentos. Não existe uma regra ou momento específico. Afinal estamos falando de antecipação de cenários de riscos. Não deve ser utilizada apenas quando existir um risco na atividade ou denuncia, pelo contrário. Ela pode e deve ser utilizada a qualquer momento, mesmo antes da contratação, em diversos segmentos e em diversos aspectos durante a prestação de serviços e mesmo após o encerramento do contrato. Veja alguns exemplos:

Antes da contratação: Existe riscos de falir? Como está a situação financeira e fiscal? Fornecedor novo que está propondo valor mais baixo que o mercado, está oferecendo matéria-prima de qualidade e atendem os padrões da sua empresa?

Durante a execução dos serviços: O que está em documento está sendo cumprido na prática? Segue de fato à Risca o que está discriminado na documentação? Tem sido realizado e utilizado os EPI’s de forma adequada, como está detalhado nos documentos?

Após a final do contrato: O que estava programado no contrato foi de fato entregue no prazo e como havia sido planejado? O produto ou matéria-prima entregue tem a qualidade mencionada quando foi realizada a venda?

O importante para elevar sua gestão de terceiros para outro nível é entender qual é a necessidade que seu negócio necessita, mapear os riscos que existem enquanto dura o vínculo jurídico com aquele fornecedor para antecipar-se a eles realizando a auditoria in loco na frequência ou periodicidade e no segmento ou área necessária.

Quer saber mais como a Auditoria de Campo pode ajudar a sua empresa na antecipação dos riscos e trazer ainda mais segurança para sua Terceirização? A Bernhoeft pode te ajudar nisso!

 

Sobre a Bernhoeft

Aqui a sua segurança é o nosso Core Business. Somos a maior empresa de Gestão de Terceiros do Brasil, pioneira na Prevenção de Riscos Trabalhistas e  Gestão de Riscos com Terceiros. Realizamos desde 2003 uma minuciosa avaliação dos riscos envolvidos na relação entre empresas tomadoras e prestadoras de serviços.

 

Gestão de Terceiros , , ,

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SWITCH THE LANGUAGE