Blog

03/04/2012

Dica Tributária

Imposto de Renda

 

1) Vale a pena declarar dependente(s)?

 

Ao contrário do que muita gente pensa, nem sempre é vantajosa a dedução do dependente na Declaração do IR da pessoa física. Se o dependente tiver alguma renda, mesmo que no limite de isenção do imposto, também será preciso declará-la, o que pode contribuir para um aumento do imposto, ainda que o dependente tenha alguns gastos dedutíveis. Veja o exemplo abaixo, utilizando a declaração completa:

 

Receita titular R$ 120.000,00
Receita dependente R$ 12.000,00
Deduções do titular R$ 11.300,00
Deduções do dependente R$ 3.389,64

 

Imposto devido com dependente R$ 23.572,89
Imposto retido na fonte (R$ 14.400,00)
Imposto a pagar R$ 9.172,89

 

Imposto Devido sem dependente R$ 21.205,05
Imposto retido na fonte (R$ 14.400,00)
Imposto a pagar R$ 6.805,05

 

2) Declare as benfeitorias em seu imóvel

 

A grande valorização do mercado imobiliário tem provocado um aumento no ganho de capital (diferença entre o valor da aquisição e o da venda) dos proprietários no momento da venda dos imóveis. Para reduzir a tributação sobre esse ganho, é importante registrar na Declaração de Imposto de Renda qualquer benfeitoria realizada no imóvel (reformas, instalação de cozinha, armários embutidos, móveis planejados, etc.). Elas justificam parte da valorização e do aumento do valor do imóvel ao longo dos anos. Para isso, é importante guardar as notas fiscais e os comprovantes de todos os serviços para apresentar no caso de eventuais fiscalizações.

Dica tributária
  • Adriano Melo Rosa

    Vocês afirmaram que é possível declarar as benfeitorias no imóvel, no entanto, gostaria de descrevessem as mesmas, pois em alguns artigos vejo que os móveis planejados não são permitidos e vocês colocam que são. Fico no aguardo. Obrigado!

SWITCH THE LANGUAGE