fbpx

Blog

29/12/2020

Levantamento do Passivo: 5 indicadores para auxiliar a sua empresa na tomada de decisão

Atualmente, os gestores de departamentos jurídicos têm como principal preocupação a gestão de seu contencioso. Entender a realidade dessa demanda é fundamental tanto para o êxito nas ações, como também para melhorar o gerenciamento de custos e de medidas que possam impactar o fluxo de caixa.

O levantamento de um passivo é ideal para empresas que estejam com as informações desatualizadas ou fora do padrão atual.

O primeiro passo é definir os parâmetros para o levantamento, ou seja, se pretende que os cálculos sejam feitos sem documentos e sem dedução de valores pagos em holerites o resultado será um passivo SUPERAVALIADO.

Se preferir a utilização de redutores sem monitoramento constante e reavaliações nos percentuais, pode gerar um passivo SUBAVALIADO.

E por último chegamos no cenário ideal: elaboração dos cálculos com os documentos juntados ao processo e utilização de parâmetros adequados com a realidade da empresa, para assim termos um passivo com valores assertivos.

A partir da definição dos parâmetros, o trabalho de levantamento de passivo pode ser iniciado.

Nos projetos de levantamentos de passivo, o ideal é que sejam feitos os cálculos da inicial e da última decisão para que as dicas a seguir sejam apuradas da forma correta e com mais detalhes. Cabe acrescentar que hoje, apenas os cálculos não são suficientes para ter a visão gerencial do passivo. Abaixo listamos 5 indicadores para auxiliar a sua empresa na melhor tomada de decisão:

 

  1. Comparativo de verbas pedidas versus as condenadas: Nesse indicador é possível realizar uma análise mais detalhada do passivo e identificar para onde o jurídico deve focar seus esforços para solução dos problemas.

 

  1. TOP 10 verbas: Com esse indicador é possível avaliar qual se o TOP 10 de verbas pedidas, realmente se efetiva nas condenações Algumas vezes a verba mais pedida, não é a verba mais condenada. Vejam o exemplo abaixo onde a verba mais pedida é Pensão, porém ela não aparece na lista das mais condenadas.

 

  1. Colaboradores próprios e terceirizados: Outro indicador é separar os processos entre funcionários próprios e terceirizados, no exemplo a seguir, podemos notar que para os funcionários próprios as verbas com maiores impactos continuam sendo as horas extras e periculosidade, porém, quando trocamos para terceirizados as verbas rescisórias começam a chamar atenção e isso demandaria um a nova ação interna para acompanhamento mais de perto das empresas terceirizadas. Inclusive, aqui seria possível incluir um novo filtro, onde seria possível verificar o relatório completo por empresa terceirizada.

 

  1. Região (estado, cidade ou unidade): nesse indicador é possível separar os processos por estados ou unidades, dessa forma é possível ir mais à fundo nas condenações de cada unidade.

 

  1. Centro de custos: nesse indicador é possível ir mais ao detalhe, uma vez que dentro de um estado, cidade ou unidade a empresa tem vários centros de custos. Nesse indicador é possível identificar onde está o problema de cada gestão e assim tomar as ações necessárias.

 

Concluímos que ao levantar um passivo, além da padronização, agilidade e assertividade, é necessário analisar o resultado final, ou seja, você pode contratar alguém para fazer os cálculos, mas é necessário trazer a visão gerencial da sua base.

Com indicadores como: Pedidos x Condenadas ao detalhe, TOP 10 pedidas e condenadas, Colaborador próprio x terceirizado, Localidade, Centro de custos, a empresa conseguirá identificar o problema raiz e tratar internamente para reduzir o passivo e melhorar a atuação nos processos.

Existem vários outros tipos de indicadores que podem trazer ao detalhe a base de processos (comarca, vara, juiz, advogado de reclamante, escritório terceiro, entre outros) quanto mais ao detalhe a empresa conseguir extrair as informações, melhor será a atuação final.

Não deixe de acompanhar o nosso blog e fique por dentro das novidades referentes a nossa área de Cálculos Judiciais. Se quiser saber mais sobre o que podemos fazer pelo seu negócio é só clicar aqui.

Cálculos trabalhistas , , ,
SWITCH THE LANGUAGE