fbpx

Blog

20/08/2020

Sua empresa está por dentro da mudança no cálculo do INSS?

O novo cálculo do INSS foi divulgado em janeiro de 2020 e trouxe novidades ao contribuinte. A principal mudança está na inclusão de novas faixas salariais e alíquotas. A mudança entrou em vigor em março de 2020.

Mas afinal de contas, como é feito o novo cálculo do INSS?

Anteriormente no cálculo do INSS eram aplicadas as alíquotas 8%, 9% e 11% e agora temos as alíquotas 7,5%, 9%, 12% e 14%, que são aplicadas por faixas.

A seguir vamos demonstrar o cálculo antigo e novo para um salário base de R$ 2.000,00 e outro para um salário base de R$ 6.000,00:

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Exemplo 1 – Salário de R$ 2.000,00

O valor do INSS a ser recolhido será de R$ 164,33 resultante da seguinte operação:

Até 1.045,00 x 7,5% = 78,38

Diferença entre 2.000,00 – 1.045,00 = 955.00 x 9% = 85,95

Anteriormente aplicávamos diretamente a alíquota de 9% sobre o valor, resultando em R$ 180,00 de recolhimento. Assim, o contribuinte recolhe R$ 15,68 a menos.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Exemplo 2 – Salário de R$ 6.000,00

O valor do INSS a ser recolhido será de R$ 698,95 resultante da seguinte operação:

Até 1.045,00 x 7,5% = 78,38

Diferença entre 1.045,01 e 2.089,60 = 1.044,60 x 9% = 94,01

Diferença entre 2.089,61 e 3.314,40 = 1.044,80 x 12% = 125,38

Diferença entre 3.314,41 e 6.000,00 = 2.865,60 x 14% = 401,18

Anteriormente aplicávamos diretamente a alíquota de 11% sobre o valor, resultando em R$ 660,00 de recolhimento. Assim, o contribuinte recolhe R$ 38,95 a mais.

Para os trabalhadores do setor privado (Regime Geral), a mudança reduz a cobrança para quem ganha até um salário mínimo, e torna a alíquota progressiva para as demais faixas – ou seja, cada percentual se aplica apenas sobre a parcela do salário que se enquadrar em cada faixa, o que faz com que o percentual de fato descontado do total dos ganhos (a alíquota efetiva) seja diferente.

Para te ajudar com esse cálculo, nós preparamos uma planilha que simula qual o valor a ser recolhido.

Para fazer o download é só clicar aqui.

 

Cálculos trabalhistas , ,
SWITCH THE LANGUAGE